Hobbit – A Desolação de Smaug

Acho que todos os nerds já foram conferir O Hobbit - A Desolação de Smaug, então agora podemos tranquilamente fazer comentários sobre o filme. 

Após iniciar sua jornada ao lado de um grupo de anões e de Gandalf , Bilbo Bolseiro segue em direção à Montanha Solitária, onde deverá ajudar seus companheiros de missão a retomar a Pedra de Arken, que fará com que Thorin  obtenha o respeito de todos os anões e o apoio na luta para retomar seu reino. O problema é que o artefato está perdido em meio a um tesouro protegido pelo temido dragão Smaug . Ao mesmo tempo, Gandalf investiga uma nova força sombria que surge na Terra Média. Particularmente não fui com muita sede ao pote para ver O Hobbit, pois tivemos algumas decepções com alguns filmes esse ano, mas relevando algumas falhas que percebemos nos trailers e alguns personagens que não são da história original, achei o filme interessante, algumas cenas bem boladas outras já era previsto o que iria ocorrer. Como a cena em que o Bilbo percebe que o dragão possui uma falha em suas escamas e logo após os anões tentam mergulhar o dragão em ouro e ele sai do castelo jurando vingança, essa cena já era prevista estava na cara que não seria assim que o dragão iria morrer, principalemnte após tanta enfase na flecha negra. Uma cena que para mim (Tati) que tenho aracnofobia não foi uma das melhores em parte pelo medo que tenho das belezinhas foi a das aranhas, mas achei que ficou muito bem produzida.

Apesar desta certa enrolação, é certo que O Hobbit: A Desolação de Smaug é um grande filme. E não pelo fato de possuir 2h41 de duração, mas por continuar a desenvolver bem seus personagens e por inserir uma ação bem mais empolgante da vista no anterior.  Se você ainda não conferiu essa grande produção corre lá que ainda da tempo!

Previous Post Next Post

Também recomendamos