Browsing Tag

Html

Street Fighter em CSS

Olá nerds, bem acho que esse poste vai ser mais para a galera que curte programação e desenvolvimento para internet, ou até mesmo a classe dos nosso queridos Web Designers como eu. Com a evolução da programação Web , como o HTML 5 e o CSS3 podemos ver que nunca estamos totalmente preparados ou sabendo tudo.


Para muitos programadores css e javascript não são sua a praia, mais para desenvolvedores web e principalmente Web designers a junção  do CSS com Javascrip é Lindo, assim chegamos ao mundo perfeito. O pessoal do blog David Walsh Blog criou uma técnica de animação e controle que une um pouco dos dois mundos – CSS e Javascript – para criar uma técnica brilhante: Animação de imagens em um websites simples utilizando botões ou comandos do teclado(no FISL 12 agente mostrou uma palesta sobre Animação com CSS).

O personagem escolhido para os testes foi o Ken do jogo Street Fighter II. Usando linhas de programação em Javascript, Sprites em PNG e a propriedade “steps()” de CSS3, a técnica permite inserirmos botões em uma página para que através deles ou de comandos de teclado possamos comandar os movimentos do personagem, como se realmente estivéssemos jogando um jogo ou controlando os movimentos de um GIF.

É realmente algo simples e infinitamente pequeno em relação ao que programadores fazem em jogos de videogame, mas espera aí, estamos falando de CSS! Mas Simon, isso também já é feito em Flash há um bom tempo! Ok, mas o mundo está mudando, muitos estão migrando para os Smartphones e Tablets e nem todos modelos de aparelho aceitam games, banners ou conteúdo em Flash.

Para quem quiser ver o código e até brincar um pouco com o css codepen.

CSS3 Animation

Essa eu posso classificar como umas das melhores, para mim claro.  Css3 ministrado pelo palestrante Felipe Nascimento de Moura, mostrou um novo jeito de desenvolver leyoutes com efeitos sem usar javascript e Flash. O mesmo apresentou ferramentas de auxilio a esse desenvolvimento, mostrou exemplos de sites que utilizaram esses recurso. Salientou o que é possível e não é possível fazer com o Css3 e até deu dicas com exemplos de códigos. Continue Lendo

WebDesigner com Software Livre não precisa ser Feio

Bem essa foi mais para quem gosta de desenvolver sites, nossos webDesigner. A palestra do Daniel Ferraz que abordou desenvolvimentos com ferramentas de software livre teve uma grande importância  para muitos da areá, principalmente quem não gosta de ferramentas pagas ou do famoso adobe e Autocade. O palestrante apresentou suas ferramentas de trabalho, mostrando que há muito a se desenvolver dentro da plataforma livre. Continue Lendo

HTML 5 e Acessibilidade

Em meio a muitas palestras que podemos conferir nos 4 dias do evento a de HTML 5 trouce uma grande preocupação com a forma de acessibilidade de seus usuários. O palestrante salientou em seus slides a importância do bom desenvolvimento de um site no qual a nova geração HTML5 consegue sem muito esforço deixar o site acessível a todos os usuários, dês de o sego até o daltônico. Mostrou algumas ferramentas e linhas de código com exemplos práticos dessa solução, mostrou exemplos de validações que são uma grande pedra no caminho do usuário no acesso ao site. E com muito humor o palestrante Reinaldo Ferraz, consegui levar sua mensagem de conscientizar os desenvolvedores a trabalhar de uma maneira mais acessível. Continue Lendo

Html5 & Css3 \o/

 Há palestra coordenada por Felipe Nascimento no qual eu particularmente para mim que sou web Designer foi muito bom e interessante.  Realmente o HTML 5 venho para revolucionar a Internet. O palestrante Felipe mostrou de uma forma bem dinâmica  o funcionalidade do html5 e o css3, no qual o mesmo realizou demonstração de animação realizada com css3. O mesmo oferece uma variedade de efeitos para desenvolver o site.

HTML 5 ?

     É a quinta versão da linguagem HTML. Esta nova versão traz consigo importantes mudanças quanto ao papel do HTML no mundo da WEB, trazendo novas funcionalidades como semântica e acessibilidade, com novos recursos antes só possíveis por meio de outras tecnologias, e trazendo uma importante disseminação dentre todos os novos navegadores de Internet, tornando-o mais universal.